Goleiro do SP deve se apresentar à justiça dos EUA até amanhã (20) Jean Fernandes, goleiro do São Paulo, deve se apresentar perante ao juiz, nos Estados Unidos, para uma primeira audiência até amanhã (20). Ontem ele foi preso acusado de agredir a mulher, Milena Bemfica.

Na madrugada de quarta-feira (18), Milena postou um vídeo no Instagram em que aparece com o rosto machucado e acusa o marido de agressão. O atleta foi preso logo pela manhã. A prisão ocorreu no estado da Flórida, nos Estados Unidos, onde o casal estava passando férias com as duas filhas. 

Além de dois vídeos em que mostra as marcas da agressão, a esposa do goleiro também publicou uma imagem de um diálogo com ele. Nele, o jogador diz que Milena terminou com sua carreira e afirma que as filhas vão "passar fome".

Milena chegou a apagar as publicações, mas elas já haviam sido salvas e compartilharas por outras pessoas.

A ocorrência terá seguimento na Justiça americana.

O caso não é para extradição, mas pode provocar a expulsão de Jean dos EUA. O goleiro poderá ficar um longo tempo proibido de entrar no país.

Assim que o fato chegou ao conhecimento do clube, a diretoria decidiu que o goleiro não veste mais a camisa do time. Em nota, o São Paulo disse que sua história foi "construída e pautada por princípios sólidos de conduta dentro e fora de campo, e não abre mão deles". 

O clube disse que aguarda a investigação do caso para definir as medidas cabíveis.