Cristãos são torturados em hospitais psiquiátricos da China Os cristãos na China estão sendo perseguidos de todas as formas, presos e levados até para hospitais psiquiátricos onde são torturados, segundo disse um funcionário do Departamento de Segurança Pública de Shandong, província, ao site Bitter Winter.

Ele revelou que muitos são tratados como um incômodo pelas instituições de segurança pública, porque leva tempo para lidar com eles. Enviá-los para hospitais psiquiátricos é uma maneira eficaz de demonstrar aos seus superiores que eles trabalham efetivamente.

O cristão da igreja doméstica conta que passou 248 dias em um asilo mental por evangelizar. O hospital nem o examinou nem o diagnosticou. Ele foi meramente ordenado a tomar medicação. Quando resistia, os médicos amarravam suas mãos e pés na cama.

Vítimas que conseguiram sobreviver, contam que vários cristãos morreram no hospital psiquiátrico como resultado de maus-tratos e drogas. Os cadáveres seriam enviados ao crematório e queimados, denúncia uma vítima.

Durante anos, dissidentes denunciantes e outros prisioneiros, rotulados como “maníacos políticos”, foram presos nos hospitais da China em Ankang – instituições mentais de alta segurança administradas diretamente pelo Ministério da Segurança Pública.