Réveillon de Copacabana dá espaço à música gospel

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella anunciou a programação da festa de Réveillon em Copacabana, que este ano terá uma novidade. A música gospel terá espaço nos quatro palcos que serão montados na praia mais famosa do mundo.

Crivella lembrou que não dá para deixar de fora o estilo musical que é o mais tocado no Rio, afinal o primeiro lugar da Rádio Melodia no ibope está aí para comprovar essa afirmação.

A cantora gospel Anyle Sullivan, esposa do músico e compositor Michael Sullivan, abrirá a programação no palco principal, em frente ao hotel Copacabana Palace.

Os outros palcos ficarão na altura das ruas Hilário de Gouveia, Bolívar e Anchieta (Leme). Eles terão apenas DJs e incluirão o gênero gospel.

“Essa ideia de mais três palcos em Copacabana não só privilegia o trânsito, mas também dá espaço à canção gospel, que é na nossa cidade o primeiro lugar disparado nas rádios. Essa música, pela primeira vez, terá palco [no sentido de espaço] especial para ela", disse Crivella em entrevista coletiva sobre a festa.

A prefeitura quer superar o recorde de 2,8 milhões de pessoas que foram à festa em 2019. As quase 17 toneladas de fogos serão lançadas de 10 balsas e a queima terá duração de 14 minutos. A estrutura vai incluir ainda 7 telões, 800 banheiros químicos, 4 postos médicos e 30 torres da Polícia Militar.

Outros nove bairros da cidade terão festas da virada: Flamengo, na zona sul; Barra da Tijuca (com 12 pontos de queima de fogos, com duração de entre 5 e 15 minutos); Sepetiba e Guaratiba, na zona oeste; Parque de Madureira, Piscinão de Ramos e Penha, na zona norte; e Ilha de Paquetá e Ilha do Governador.

Neste ano, o tema do Réveillon é "Amor a Cada Vista", em uma referência ao título de Capital Mundial da Arquitetura que será concedido ao Rio de Janeiro em 2020 pela Unesco e pela União Internacional dos Arquitetos (UIA).