Publicidade

Professor ocupará cadeira na Academia Nacional de Ciências dos EUA

Adventista, o doutor David R. Williams é um dos 100 membros recém-eleitos da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, sendo o primeiro da denominação a ocupar uma vaga neste grupo. Conforme informado pelo site adventista, atualmente, ele é coordenador do departamento de Ciências Sociais e Comportamentais da Escola de Saúde Pública de Harvard, além de ser professor de Estudos Sociológicos de Africanos e Afro-Americanos  na mesma universidade.



Segundo o site da instituição em que concluiu sua graduação em Medicina, David se destaca por ser “um cientista social internacionalmente reconhecido, focado em influências sociais na saúde”. Para Williams, que completou o ensino fundamental e médio em instituições de ensino adventistas, receber essa honra mostra que ter recebido uma educação cristã não limita o sucesso que se pode alcançar.



Williams concluiu a graduação na Universidade do Sul do Caribe, uma instituição de educação superior adventista do sétimo dia em Trindade e Tobago e, posteriormente, obteve mestrados em divindade e saúde pública na Universidade Adventista Andrews e na Universidade Adventista de Loma Linda. Logo depois, também conquistou o mestrado e doutorado em sociologia pela Universidade de Michigan.



Williams disse que pretende continuar seu trabalho em pesquisa e educação, deixando os resultados nas mãos de Deus. “Desejo que Deus me dê força e saúde para continuar contribuindo com a pesquisa científica e treinando a próxima geração de pesquisadores. Faço a minha parte e deixo o resto na mão Dele”, afirmou.



Williams também é diretor associado do Departamento de Saúde da Associação Geral da Igreja Adventista e apresentará a palestra principal no Congresso Mundial sobre Saúde e Estilo de Vida em Loma Linda, em julho.



Para a juventude, o doutor Williams deixa um recado: “Os sonhos de Deus são mais altos do que os pensamentos humanos podem alcançar. O maior desafio é entregar tudo nas mãos de Deus e deixá-Lo nos usar de maneiras que nunca imaginaríamos”.