Casal de lésbicas é suspeito de matar menino de 3 anos Duas mulheres foram presas na noite dessa terça-feira (26) suspeitas de serem responsáveis pela morte de um menino de 3 anos em Nova Marilândia, a 261 km de Cuiabá/MT. Segundo a Polícia Militar, Davi Gustavo Marques de Souza chegou morto no Pronto Atendimento da cidade.

A polícia foi chamada depois que os médicos encontraram hematomas no corpo de Davi e sinais de maus-tratos.

Luana Marques Fernandes, de 25 anos, e Fabiola Pinheiro Bracelar, 22 anos, foram presas. Luana é a mãe do menino e Fabiola é a companheira dela. Fabiola teria levado o menino até o hospital, saindo em seguida.

De acordo com a PM, Fabiola e Luana foram encontradas perto da casa delas, no bairro Planalto, onde moravam com Davi. Ao serem questionadas sobre a morte e hematomas na criança, Fabiola negou o crime e disse que não tinha envolvimento, enquanto a mãe chorou.

Para os policiais, as duas demonstravam frieza em relação à morte de Davi. De acordo com os médicos, o menino tinha diversos ferimentos pelo corpo.

Fabiola explicou aos médicos que o menino teria sofrido uma queda de bicicleta e, por isso, teria os hematomas pelo corpo.

Familiares da criança relataram, depois da morte, que o menino sofria maus-tratos e era frequentemente espancado. Em outra ocasião, Fabiola já teria atropelado o menino, que teve a perna e costelas quebradas.

Fabiola e Luana são acusadas de homicídio doloso (quando há intenção de matar), maus-tratos e omissão de socorro.

O corpo do menino foi levado para necrópsia e um laudo deve apontar a causa da morte.