Publicidade

Começa a  Semana Justiça pela Paz em Casa Começou hoje (25), Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres, a terceira edição da Semana Justiça pela Paz em Casa. O evento vai até sexta-feira e é organizado pelo CNJ, Conselho Nacional de Justiça, em parceria com os Tribunais de Justiça estaduais.

O objetivo é concentrar esforços no julgamento de processos que envolvem a Lei Maria da Penha. São casos como feminicídio e violência contra a mulher. Mais de 1 milhão de processos sobre esses temas aguardam julgamentos, sendo 10 mil relacionados a feminicídio.

Em representação às vítimas de feminicídio, 1.206 cruzes foram fincadas em frente ao Congresso, na Esplanada dos Ministérios. Cada uma delas representa uma mulher morta pelos companheiros em 2018.

Durante a Semana Justiça pela Paz em Casa, também ocorrem ações pedagógicas para sensibilizar a sociedade. A primeira edição foi em 2015 e, de lá pra cá, foram feitas mais de 180 mil audiências e 1.200 sessões do tribunal do júri.

A Central Telefônica Disque-Denúncia, criada pela Secretaria de Políticas para Mulheres, é um importante canal de denúncias de violência contra a mulher. A denúncia é anônima e gratuita, disponível 24 horas por dia, em todo o país pelo número 180.