Capitã da PM se casa usando “vestido-farda” O sonho da grande maioria das mulheres de casar na igreja com um lindo vestido branco ganhou um tom militar. A capitã da Polícia Militar do Mato Grosso Raíssa Helena Amorim Borges, de 30 anos, decidiu inovar com um “vestido-farda”. A cerimônia foi em uma igreja no dia 13 deste mês, em Cuiabá, e Raíssa não abriu mão do véu.

O noivo, Matheus André Campos Borges, que é gerente de uma startup de agronegócios, concordou com o sonho da jovem, que é policial há 10 anos. Até a dama de honra entrou na igreja com as alianças usando uma minifarda.

Segundo Raíssa, a função a deixou mais forte e destemida. "É uma instituição muito importante para mim. Não é só o lugar onde eu ganho dinheiro, mas a felicidade em poder servir a outras pessoas", declarou.

Casar na igreja sempre foi o sonho dela. "Queria casar na igreja em que a minha mãe criou a mim e aos meus irmãos. Então, o meu sonho era casar na igreja em que cresci e onde conheci meu marido", pontuou.

O casal teve ainda uma segunda cerimônia, em Cancún, no México. Desta vez, Raíssa usou o tradicional vestido branco.

Siga-nos