E se a lei dos homens for contrária à lei de Deus? Como é que uma pessoa que ama a Deus deve se comportar com relação às instituições, à política e a tudo que envolve o mundo que a gente vive? Será que quem ama a Deus simplesmente ora e deixa a coisa acontecer ou será que deve agir? Será que deve calar-se? Orar pelas autoridades é importante? Qual é o caminho que a gente deve tomar diante das situações em que a dignidade, a vida e a liberdade são ofendidas?

Atos 5.29 diz assim: “Pedro e os outros apóstolos responderam: é preciso obedecer antes a Deus do que aos homens”. O que este texto traz de tão relevante? Este é o momento em que as autoridades políticas estão impondo que Pedro e os apóstolos tenham um comportamento. São autoridades religiosas com funções políticas. E eles estão determinando que Pedro e outros apóstolos não falem mais de Jesus, não incitem outras pessoas a conhecerem mais do Evangelho. Eles tentam impedir que a Palavra de Deus se propague.

A questão em discussão nesta passagem bíblica era a liberdade para pregação do Evangelho, de falar o que se pensa e o que se sente. É nessa hora que Pedro diz: “é preciso obedecer antes a Deus”. Com isso ele diz que obedecerá às autoridades em tudo, desde que não sigam contra a Palavra de Deus. Ele está dizendo que as autoridades podem fazer a lei que quiserem, desde que não roubem o direito de eles viverem e serem testemunhos vivos da presença de Deus.

Em alguns países não há liberdade para se falar o que pensa sobre a sua fé, sobre a sua relação com Deus. Não há liberdade para se convidar pessoas a irem a um culto ou numa festividade na igreja em que frequenta. Há lugares, inclusive, que cristãos são perseguidos.

Em alguns países, eles perseguem os cristãos não propriamente matando, mas retiram todos os seus direitos sociais. Então, por exemplo, se uma idosa de uma outra fé recebe um benefício do governo, a outra idosa, com as mesma dificuldades, porque é cristã não tem direito ao benefício.

Existe uma instituição chamada Portas Abertas que é especializada em ajudar pessoas em países onde há perseguição religiosa. Perseguição que retira benefícios, prende ou mata.

Você crê realmente que é um instrumento de Deus? Você crê que Deus quer te usar para algo bonito? Então, se alguém um dia fizer uma proposta seja empresarial, política ou governamental que atrapalhe a sua fé, a sua comunhão com Deus, a sua liberdade de culto que a Constituição Brasileira AINDA garante, você não pode se render. É preciso falar claramente com o que não concorda.

Não deve haver guerra tampouco atos antidemocráticos. Mas nada é mais democrático do que você ter identidade. Quando a gente não tem identidade e olha para as coisas do jeito que elas estão acontecendo, não se posiciona contra a corrupção, atos antidemocráticos, perseguições e contra quem fere a Constituição Federal, um dia a conta vai chegar.

As pessoas ficam muito caladas quando o direito do outro está sendo atingido. Mas se alguém passa por cima da lei e tira o direito do outro, um dia o seu direito também correrá o risco de ser retirado.

Ore pela sua nação. E se posicione de forma democrática, pacífica e cheia de fé por ela. Quem se opõe à Palavra de Deus está se opondo à felicidade da nação, porque “feliz é a nação cujo o Deus é o Senhor”. É o que a Bíblia diz!

Eu sou pastor e muitas vezes me perguntam: “Por que você tem um posicionamento sobre um assunto ou sobre outro?”. Porque quando a gente é cristão, se preocupa com os menos favorecidos. E quem rouba, corrupto que se candidata a presidente, governador, senador, a prefeito ou qualquer outro cargo, não podemos concordar com eles. Não podemos concordar que alguém tire o direito de uma criança pobre que não tem uma merenda na escola, porque alguém roubou.

Qual é o seu posicionamento? Eu não estou aqui para dizer o que é certo e errado. Mas uma coisa eu direi: é errado você não ter um posicionamento em favor do seu país, do seu povo e do seu Deus.

Que Deus te abençoe e que o 7 de Setembro seja um dia em que você esteja orando e agindo pela paz e a independência da sua nação. Deus te abençoe!

s