Mais que Vencedores chega aos cinemas brasileiros Após meses de expectativa, chegou o dia do lançamento do filme cristão mais aguardado para o segundo semestre de 2019. “Mais Que Vencedores” estreia nesta quinta-feira (21) em mais de 260 salas de cinemas espalhadas pelo país.

A novidade é se você reunir um grupo da sua igreja ou de amigos, a partir de 50 pessoas todos pagam meia-entrada. Para participar da promoção é só comprar, em uma única transação, os 50 tickets na bilheteria do cinema local.

Desde o início da campanha de lançamento, “Mais Que Vencedores” tem impactado as lideranças cristãs por todo território nacional. Um desses exemplos é o vídeo do pastor Josué Valandro Jr., da Igreja Batista Atitude, no Rio de Janeiro. Após participar de uma sessão exclusiva para pastores, Valandro indicou o filme em suas redes sociais e o vídeo viralizou.

As células da Igreja Batista Atitude já lotaram várias salas de cinema para os próximos quatro dias. Outras igrejas estão fazendo o mesmo, comprando ingressos com antecedência.

Muitos ministérios têm abraçado a causa do cinema cristão e têm movimentado suas igrejas e grupos. Dentre tantos, uma amostra é a Igreja Evangélica de Vila Yara, em São Paulo, que fechou todas as salas em um cinema de Osasco; quase duas mil pessoas confirmadas.

Entre os dias 11 e 18 de novembro, o ator e diretor do filme, Alex Kendrick, esteve no Brasil para participar da pré-estreia do filme e acompanhar o lançamento no Brasil. Alex visitou os estados de Rio de Janeiro e São Paulo. No período em que esteve na capital paulista, recebeu uma homenagem da Frente Parlamentar Conservadora Pró-família da Alesp, pela relevância na produção de filmes que prezam os valores familiares. Kendrick ficou tocado com toda a repercussão que o longa tem ganhado entre os cristãos brasileiros e anunciou que, se Deus confirmar, o Brasil sediará um filme da Kendrick Brothers Productions.

“Mais que Vencedores” conta a história do técnico de basquete, John Harrison (Alex Kendrick), que vê sua vida ao avesso quando a escola onde ele e sua esposa, Amy Harrison (Shari Rigby), ensinam é impactada pelo fechamento da maior fábrica da cidade. Em meio às incertezas e forçado a treinar um esporte do qual ele não gosta, John é inspirado por uma amizade surpreendente e uma atleta improvável, Hannah (Aryn Wright- Thompson). Rumo a uma jornada de desafios e descobertas, John e Hannah seguem na maior corrida de suas vidas.