Batistas mineiros prestam homenagem aos bombeiros de Brumadinho

A tragédia de Brumadinho uniu em Minas Gerais duas importantes instituições que lutam pela salvação da vida: o Corpo de Bombeiros e a Igreja Batista. As organizações caminharam lado a lado no resgate e amparo às vitimas do rompimento da Barragem do Feijão. Em reconhecimento a esta parceria, a Convenção Batista Mineira prestou justa homenagem aos bombeiros de Minas Gerais, durante cerimônia realizada no Teatro Madoxx, no dia 04 de novembro.



“Desde janeiro deste ano, mês em que ocorreu a tragédia ambiental que assolou Brumadinho e centenas de famílias, as organizações têm caminhado ombro a ombro, transformando-se em uma família”, disse o Coronel Erlon Dias do Nascimento Botelho, Chefe do Estado-Maior do Corpo de Bombeiros.



A Convenção Batista Mineira (CBM) prestou homenagens e honras aos mais de 7.000 militares que compõe o Corpo de Bombeiros do Estado de Minas Gerais. Centenas de bombeiros que atuaram nas operações de resgate em Brumadinho estiveram presentes e para receber as medalhas do Centenário da CBM e do Colégio Batista.



“É emocionante estar aqui e celebrar esta parceria que foi fundamental para que os militares desempenhassem seu papel, sobretudo nos primeiros dias de trabalho, que foram os mais difíceis”, comentou o Coronel Erlon Dias.



Ainda foram distribuídos devocionais “Pão Diário”, personalizados, para os militares presentes e também aos demais, que estão espalhados por várias cidades de Minas prestando serviço à população.



Segundo o Diretor-executivo da CBM, Pr. Marcio Santos, a lavanderia montada pelos batistas mineiros com a ajuda e apoio da Rede Batista de Educação, batistas de todo o Brasil e a sociedade brasileira como um todo, foi uma forma de prestar apoio aos militares que, heroicamente, estavam se desdobrando para oferecer uma resposta às famílias e à sociedade.



As palavras do executivo foram apoiadas pelo professor Valseni Braga, Diretor-Geral da Rede Batista de Educação.



“Apoiamos o trabalho da Convenção junto aos bombeiros com muita satisfação. Admiramos o Corpo de Bombeiros e, por isso, estamos nesta noite prestando esta homenagem aos bombeiros”, disse.



“Esta unidade entre batistas e Corpo de Bombeiros mostra para a sociedade que a igreja não existe apenas para as orações e para o estudo, mas também para atuar no contexto social, no qual está inserida, buscando o bem-estar integral do ser humano”, falou o Pr. Roberto Macharet.



O presidente da CBM, Pr. Samuel Amaro, também destacou que as ações sociais promovidas em Brumadinho pela convenção ‘provam que a sociedade civil organizada e o poder público podem promover muito em prol do bem-estar da sociedade.”.



O bem-estar ao receber as fardas limpas, as mensagens e as orações foram ressaltados pela soldado Camila de Souza Teixeira, que atuou em Brumadinho nos trabalhos de resgate na chamada Zona Quente. 



“Com Deus à frente de tudo trabalhamos muito melhor! Senti-me muito amparada e cuidada pela Convenção Batista Mineira”, conta. O mesmo sentimento estava no coração da soldado Mariana Santana que se disse confortada pelas orações.



“Mesmo quem não esteve conosco pessoalmente, sei que oraram por nós e essa oração foi fundamental”, comentou.



O soldado Salatiel da Glória também compartilhou seu sentimento pelo cuidado recebido da CBM. 



“Falo de coração, fui muito beneficiado, não apenas com a farda limpa, mas pelo apoio espiritual vindo dos batistas de todos os cantos de Minas e do Brasil”, encerrou o soldado.