Jovens de 20 a 29 anos são o alvo da 2ª etapa da campanha de vacinação contra o sarampo Agora é a vez dos jovens de 20 a 29 anos se vacinarem, durante a segunda etapa da campanha contra o sarampo, que começou nesta segunda-feira (18). A primeira etapa, voltada para crianças de 6 meses a 1 ano de idade, teve resultados positivos, com 95% de cobertura vacinal nos pequenos.

Em 14 estados, a meta foi ultrapassada, mas em outros 12, incluindo o Distrito Federal, muitas crianças ainda precisam ser vacinadas.

Na avaliação do Ministério da Saúde, o desafio mesmo é este público-alvo dos 20 aos 29 anos, considerado o mais difícil a ser alcançado. Técnicos da pasta apontam essa faixa etária como a que mais acumula casos confirmados da doença.

Para se ter uma ideia, em 90 dias de surto ativo do sarampo mais de 1,7 mil pessoas, entre 20 e 29 anos, tiveram diagnóstico confirmado para a doença.

O ministério avalia que os jovens não têm noção do perigo que o sarampo oferece, porque não presenciaram as sequelas que a doença deixou, como perda de audição, pneumonia severa e até mesmo a morte. Esses surtos ocorreram nos anos 1970 e 1980.

Este ano, foram disponibilizadas mais de 60 milhões de doses de vacina tríplice viral, que protege do sarampo, caxumba e rubéola. Para o ano que vem, já foram adquiridas mais de 65 milhões de doses. E as próximas etapas da campanha serão para pessoas entre 30 e 59 anos e entre 5 e 19 anos.

As vacinas tríplices virais estão disponíveis nas salas de vacinação dos postos de saúde espalhados pelo Brasil.