Greenwald chama jornalista de covarde e leve tapa na cara durante programa de rádio O clima esquentou hoje entre o jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept Brasil, e Augusto Nunes, um dos entrevistadores do programa Pânico, da rádio Jovem Pan.

Após trocas de acusações, o norte-americano chamou o colega de profissão de "covarde" e Nunes reagiu com um tapa. Separados por outros funcionários da rádio, os dois voltaram a tentar se atacar e o jornalista envolvido no escândalo de vazamento de mensagens de autoridades por pouco não acertou um soco no rosto de Nunes, mas acabou sendo contido.

Antes do início da briga, Glenn confrontou Nunes por um comentário que o jornalista havia feito, pedindo uma investigação para que os filhos adotados pelo norte-americano pudessem voltar para um orfanato por conta de uma possível negligência.

"A coisa mais nojenta que eu já vi na minha vida", afirmou. "Não sabe identificar ironias e ataques bem-humorados", respondeu Nunes. Com o dedo em riste, o norte-americano começou a chamar o colega de "covarde", até ser agredido.

Dono do site The Intercept Brasil, Glenn Greenwald era o convidado do programa Pânico. Logo após a confusão, o apresentador Emílio Surita pediu desculpas em nome da rádio.