Carlos Bolsonaro é internado com cálculo renal
O Vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente da República, Jair Bolsonaro, deu entrada no hospital Pró-Cardíaco em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro, na noite dessa terça-feira (04). Em nota, o hospital disse que o paciente chegou à unidade com quadro de dor lombar compatível com nefrolitíase (cálculo renal). O paciente está sendo submetido a exames de imagens e laboratoriais. Seu estado de saúde é estável.

Em sua conta no Instagram, o vereador disse para seus seguidores que teve um “ataque crônico” de cálculo renal.

Chame de cálculo renal ou pelo apelido popular “pedra no rim” a formação de pedrinhas que obstruem o sistema urinário. É mais conhecida pelas dores horríveis que provoca e em alguns casos, náuseas, vômitos, febre e até sangue na urina.

Segundo o urologista Dr. Lessandro Curcio Gonçalves, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Urologia do Rio de Janeiro, especialista em cirurgia robótica e membro da Associação Americana e Europeia de Urologia, a pedra se forma quando algumas substâncias secretadas pela urina - como o cálcio - estão presentes no rim em quantidade excessiva, isso causa um processo de cristalização.

Podendo atingir três vezes mais os homens entre 20 e 40 anos, a influência genética também pode contar para a formação desses cálculos.

O diagnóstico é muito comum e afeta 15% dos homens e 8% das mulheres em todo o mundo, de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Urologia. No Brasil, são 150 mil casos por ano.