Receita Federal deve anular multas aplicadas em igrejas O secretário-geral da Receita, José Tostes, afirmou para Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), da bancada evangélica da Câmara, que identificou uma penca de exageros cometidos por fiscais em multas aplicadas a entidades religiosas, que volta e meia declaram guerra ao leão. A informação é de O Globo.

Tostes avisou que será publicado no Diário Oficial até meados de novembro um conjunto normativo para deixar claro quais são as regras tributárias para igrejas.

Na prática, isso permitirá que as entidades tenham milhões em multas revistos pela Receita. 

Em agosto, a Frente Parlamentar Evangélica (FPE) esteve reunida com técnicos da Receita Federal para tratar sobre a tributação de Igrejas evangélicas no Brasil.

“Tivemos um final de semana extenso trabalhando em torno da reforma tributária e os interesses das instituições religiosas do Brasil”, disse na época o presidente da Frente, o pastor Silas Câmara.

Câmara ainda mostrou-se positivo com o andamento das negociações e disse que “se Deus quiser resultará em vitórias importantes para o futuro do segmento religioso no Brasil”.

Parece que tudo realmente caminha para uma vitória das igrejas.