Gustavo de Moraes perdoa bandido que atirou contra ele

Nesta quinta-feira, 24 de outubro, o locutor Gustavo de Moraes comemorou seus 60 anos nos estúdios da Rádio Melodia FM, onde passou 33 anos de sua vida, mas está afastado desde a fatídica noite de 02 de maio, quando foi vítima de um assalto. Guga, como é conhecido, conversou com o apresentador do programa DISK-M, Eliel do Carmo, e declarou perdão ao autor dos disparos que quase tiraram sua vida. Na conversa, Gustavo também falou sobre o desejo de voltar a fazer o que mais ama, radialismo.



“A Melodia promove isso, grandes presentes. Ele faz aniversário e quem ganha o presente somos nós”, iniciou a conversa o locutor Eliel do Carmo.



“É bom estar aqui depois de tantos meses. Eu fui presenteado pela família Melodia com esse momento especial. Eu nunca passei um aniversário, pois sempre tirei férias em outubro. Hoje, estou aqui com vocês”, disse Gustavo.



Apesar do vozeirão de sempre, Guga revelou que tem limitações para voltar a trabalhar e agradeceu o carinho da direção da rádio pelo cuidado recebido desde que foi localizado no hospital Salgado Filho.



“Eu ainda tenho minhas limitações. Não posso falar direito. Sofro com as sequelas do olho que foi retirado (o esquerdo). Mas estou aqui pela graça de Deus. Se não fosse Ele eu não estaria aqui”, comentou.



Eliel do Carmo lembro que hoje o Gustavo completa mais um ano de nascimento, mas que no dia 02 de outubro completou 5 meses aniversário de livramento. 



“Eu fui atingido em duas regiões vitais, o abdômen e a cabeça. Os médicos disseram a minha família que entre 10 pessoas que sofrem o que eu sofri, 9 morrem. Eu sou aquele que Deus segurou”, disse Gustavo.



A recordar o momento do assalto, Gustavo disse que os dois bandidos o confundiram com o policial. Um dos criminosos ordenou para que o outro atirasse contra Gustavo, mesmo o locutor  dizendo que não era policial e que não estava armado. Ao ver a arma apontada para ele, Guga ainda tomou uma atitude desesperada , tentando desarmar o ladrão, mas foi baleado no abdômen.



“Eu me lembro de estar deitado no chão do ônibus e com muito sangue em volta. Depois minha mente apagou e lembro do momento em que abri os olhos e o bandido estava com o cano da arma, um 32, pressionando minha cabeça. Depois não lembro de mais nada”, contou.



Eliel do Carmo recordou os momentos de angústia quando a esposa de Gustavo, Mábia Lopes de Moraes, ligou para rádio avisando que o marido não havia chegado em casa. Ele e Fábio Silva percorreram vários hospitais em busca do amigo, mas não o encontraram. Foram mais de 20 horas sem notícias do Gustavo. 



Guga aproveitou para agradecer ao prefeito de Duque de Caxias, onde fica o Hospital do Olho, onde foi operado e segue o tratamento para colocação de uma prótese.



“Eu quero agradecer ao prefeito Washington Reis e ao secretário de Saúde, Dr. José Carlos, e aos médicos que me acompanham até hoje, os doutores Marco Antônio e Leonardo Lins, do Hospital do Olho. Eles estão cuidando para que eu possa receber a prótese e fazer as cirurgias ainda necessárias”, comentou.



A sensação de ser alvo de um assalto fez Gustavo refletir que estava diante de “pessoas que não são elas”, se referindo aos bandidos. 



“A Bíblia diz que a nossa luta não é contra a carne e o sangue. A gente sabe como é que o inimigo atua”, desabafou.



“Mas é uma coisa que passou. É uma experiência de vida. E ao longo deste tempo em que eu estou afastado dos microfones da rádio, uma coisa que fiz durante 35 anos, tenho vivido grandes experiências com Deus. Não sou hipócrita. Muitas vezes questionei Deus sobre porquê comigo? Mas eu sei que há uma razão para todas as coisas”, refletiu.



Eliel do Carmou perguntou sobre os projetos de Guga, que prontamente afirmou querer retomar suas atividades como locutor. 



“Não sei de que forma, mas eu quero e preciso continuar com o meu trabalho. Tenho conversado com a direção da rádio e estamos pensando em uma melhor forma para eu voltar”, comentou.

Mas, segundo Gustavo, além das limitações físicas, existe ainda uma questão “traumática”, pois ele sequer consegue entrar em ônibus. 



“Eu poderia pensar em me aposentar, mas não consigo parar. Eu trabalho desde os 11 anos de idade. E esse povo que ouve a Rádio Melodia é fantástico. É um público que a gente convive há anos. Não dá pra ficar longe”, disse.



Entre as limitações físicas de Gustavo para retornar está a difculdade para abrir totalmente a boca, por conta de uma fissura na mandíbula, apesar de a voz, sua principal ferramenta de trabalho, continuar impecável.



O locutor recebeu diversas mensagens de parabéns enviadas por ouvintes e agradeceu a todas no ar. Ele comentou que não imaginava que fosse chegar aos 60 anos e encerrou agradecendo aos amigos de rádio que proporcionaram este momento de tão grande alegria. E deixou uma lição:



“Você que está trilhando pelo caminho da criminalidade. Você que de repente tem como mãe, pai, ou parente mais próximo, um cristão, certamente já ouviu falar de Jesus Cristo. E também já ouviu falar daquele que veio para roubar, matar e destruir. Não dá mole. Você mesmo que me alvejou, eu te perdoou em nome de Jesus. Mas sai dessa vida porque isso é furada. Eu agradeço por ter meus filhos conscientizados daquilo que é verdade. E o ser humano sabe o que é errado. E também sabe o que é bom. A escolha é nossa. O Senhor nos dá o livre arbítrio. Então, você que está na criminalidade, Deus tem muito a fazer na sua vida. Mas você tem que querer e abrir o coração pra Ele, pedindo para que o Senhor tome conta da sua vida, admitindo suas falhas.  Vamos viver uma vida de abundância”. 



Ao final da entrevista, Eliel do Carmo agradeceu a participação do amigo e a produção da rádio o encaminhou para uma sala onde uma outra supresa estava preparada. Gustavo teve uma festa de aniversário junto à família Melodia e também de sua esposa e filho mais novo, Davi.