Flamengo é finalista da Libertadores O Flamengo fez história nesta quarta (23) no Maracanã ao derrotar o Grêmio por 5 a 0 e se classificar para a final da Copa Libertadores, onde enfrentará o River Plate, da Argentina.

Diante de um Maracanã lotado por cerca de 70 mil torcedores, o rubro-negro contou com gols de Bruno Henrique, Pablo Marí, Rodrigo Caio e Gabigol (duas vezes).

Essa é a segunda vez na história que o Flamengo chega a uma final de Libertadores. Na primeira, em 1981, o rubro-negro foi campeão ao derrotar o Cobreloa, do Chile, na decisão.

O Flamengo se classificaria para a final com um empate sem gols, ou por uma vitória por qualquer placar após o empate em 1 a 1 no jogo de ida, realizado em Porto Alegre. Já o Grêmio precisava vencer ou alcançar um empate por qualquer placar acima de 1 a 1. O empate em 1 a 1 levaria para a disputa de pênaltis.

Mas neste jogo decisivo o técnico português Jorge Jesus queria a vitória, e para alcançar seu objetivo surpreendeu ao optar pela entrada de dois jogadores que retornavam de lesão no time titular, o lateral Rafinha e o meia uruguaio Arrascaeta.

O adversário do Flamengo na final da Copa Libertadores será o River Plate, que, mesmo perdendo por 1 a 0 na última terça (22) para o Boca Juniors, se classificou, pois venceu a partida de ida por 2 a 0.

A final da Libertadores, entre Flamengo e River Plate, acontece no dia 23 de novembro no Estádio Nacional do Chile. Após 11 anos, uma equipe do Rio de Janeiro volta a disputar uma final da competição. A última foi o Fluminense, em 2008, que parou na LDU do Equador. O último campeão ainda é o Vasco, detentor do título de 1998.