Cerca de 8,5 mil empresas foram abertas por dia no Brasil este ano

Ser empresário não é mais para poucos. No Brasil, são abertas mais de 8,5 mil empresas por dia, uma média de 257 mil por mês, segundo dados do Empresômetro, empresa especializada em inteligência de mercado. 



De 1 de janeiro até 30 de setembro deste ano, foram iniciados mais de 2,3 milhões de novos negócios formalizados.



“Num país com tantos desempregados e as oportunidades cada vez mais escassas, o empreendedorismo por necessidade se torna a melhor saída para muitos brasileiros”, diz o CEO do Empresômetro, Otávio Amaral.



Amaral vê nos números do desemprego uma justificativa para a abertura de tantas empresas; segundo dados do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, são mais de 12,6 milhões de desempregados e outros 11 milhões de brasileiros trabalhando na informalidade. 



Os dados e a análise fazem sentido se olharmos com atenção para uma das atividades mais adotadas por quem precisa garantir uma renda no final do mês: ser motorista de aplicativo.



“Com a adoção de uma classificação própria para essa atividade, vimos crescer o número de pessoas que formalizaram seu trabalho como motorista de aplicativo, mas ainda é pouco visto que somente a cidade de São Paulo conta com mais de 50 mil motoristas”, esclarece Amaral.



Em comparação com a capital paulista, o país todo tem apenas 7,4 mil pessoas cadastradas sob a classificação atribuída a motoristas de aplicativo pela Resolução do Comitê Gestor do Simples Nacional, número 148, de agosto de 2019, mostrando que muitos ainda estão executando essa atividade sem qualquer formalização ou proteção.



Outras atividades realizadas por quem está empreendendo hoje são aquelas que fazem parte do dia a dia e têm um custo menor para começar: venda de roupas, comida, serviço de entrega e limpeza estão entre as empresas mais abertas pelos brasileiros durante os nove meses de 2019.



Os dados do Empresômetro servem não somente para ilustrar o momento econômico vivido pelo país, mas também para que os empresários analisem a sua área de atividade e busquem, através de estratégias de negócios, melhor colocação no mercado.