Família passou 9 anos num porão esperando o mundo acabar Nove anos dentro do porão de uma fazenda na Holanda. Assim viveu um pai de 58 anos e seis filhos "esperando o fim do mundo".

Em mensagem no Twitter, a polícia da província de Drenthe explicou que "uma pessoa", o filho mais velho da família, que tem 25 anos, "denunciou que estava preocupado com as condições nas quais vivia uma família em uma casa" na vila de Ruinerwold porque "estaria escondida em um espaço fechado".

"Encontramos seis adultos, estamos oferecendo apoio e atendimento a eles. O proprietário do edifício não quis cooperar com a nossa investigação, por isso foi detido. Trata-se de um homem de 58 anos. Todos os cenários seguem abertos e não podemos dar mais informações", detalhou a polícia.

O filho mais velho escapou da fazenda e entrou em uma cafeteria a vários quilômetros do pequeno povoado onde tinha passado os últimos nove anos. Ao pedir ajuda ao dono do estabelecimento, explicou que a sua família vivia "em condições muito ruins" e que queria alertar as autoridades.

Segundo o dono da cafeteria, o rapaz tinha o cabelo muito comprido, a barba suja, a roupa muito velha e estava muito confuso. Por isso decidiu chamar a polícia.

Quando inspecionaram o lugar, os agentes encontraram uma escada escondida atrás de um armário na sala, que fazia ligação com um porão onde estavam cinco adolescentes e o pai, que teria sofrido um derrame há alguns anos e estava prostrado em uma cama.

Os filhos têm todos mais de 16 anos, mas a família não teve nenhum contato com o exterior durante nove anos e alguns não sabiam que existiam mais pessoas vivendo neste planeta, segundo a emissora de TV. Eles realmente achavam que o mundo havia acabado. A família teria sobrevivido graças aos alimentos que obtinham de uma horta e uma cabra.

Ainda não se sabe o paradeiro da mãe. Segundo os vizinhos, ela teria chegado há nove anos com o pai dos adolescentes, quando ambos alugaram a fazenda. A propriedade foi toda cercada desde então e todas as janelas estavam cobertas.