Jovem é batizado na mesma igreja que vandalizou

Um ex-dependente químico que invadiu uma igreja do Arkansas, nos EUA, e vandalizou a propriedade causando um prejuízo de US $ 100.000 foi batizado na mesma igreja seis meses depois.  Ele se sensibilizou com a demonstração de graça e perdão por parte do pastor e dos membros da igreja.



Brenton Winn, 23, foi preso em fevereiro depois de invadir a Igreja Batista Central de Conway, Arkansas, e destruir tudo o que estava à vista, incluindo laptops, câmeras e outros aparelhos eletrônicos. Ele também pichou uma calúnia racial em uma parede de um refeitório e incendiou o centro da vida familiar da igreja.



Naquela época, o pastor sênior da igreja, Don Chandler, disse ao KTHV:

"Eu realmente não sei o que leva uma pessoa para fazer isso - talvez raiva de Deus, talvez estivéssemos muito perto dele em um momento em que ele decidiu invadir e fazer alguma coisa", disse Chandler.



Sem-teto e sob efeito de metanfetaminas no momento do arrombamento, Winn estava realmente zangado com Deus depois que voltou a se tornar dependente, após passar um tempo em um programa de recuperação baseado na fé.



Partes do incidente foram capturadas em câmeras de vigilância, e não demorou muito para que as autoridades chegassem ao vândalo. Embora Winn tenha enfrentado várias acusações como resultado do roubo, o pastor conversou com o promotor e estendeu o perdão ao invés de julgamento.



"Você não pode pregar algo por 50 anos sem praticá-lo, especialmente na frente de toda a igreja", disse Chandler à Baptist Press. “Se não tivéssemos demonstrado alguma graça por ele, tudo o que falamos e encorajamos teria ido por terra. Era simplesmente a coisa certa a fazer. Este não era um criminoso endurecido. Este era um jovem que cometera alguns erros. Ele usava drogas e álcool quando fez o que fez. Mas ele era resgatável”, comentou o pastor.



O juiz deu a Winn uma escolha: enfrentar até 20 anos de prisão ou entrar voluntariamente em um programa de reabilitação e recuperação de 12 meses, administrado por um ministério cristão, o Renewal Ranch. O jovem escolheu o último, e foi lá que ele aceitou a Cristo.



Ele compartilhou com a Baptist Press que, apesar de ter crescido em um lar temente a Deus, havia lutado contra o vício em drogas. "Minha vida não passou de caos, tentativas de suicídio e fracassos", admitiu Winn.



Em agosto - seis meses após seu crime - Winn foi batizado na Igreja Batista Central, a mesma congregação que ele tentou destruir.



“Ao começar a entender como Deus trabalha, percebi que não escolhi a igreja naquela noite. Deus me escolheu ”, disse Winn à Baptist Press. 



“Eu pensava que era uma coincidência [que escolhi entrar na igreja naquela noite], mas agora chamo de confirmação de que Deus é real e Ele responde às orações. O que pesava no meu coração era que eu precisava de um relacionamento com Jesus Cristo."



Localizado no Condado de Perry, Arkansas, o Renewal Ranch é um programa de 12 meses baseado em princípios bíblicos, de acordo com seu site. Desde 2011, 300 homens chegaram à fé em Cristo por meio do ministério.