Augusto Cury fala sobre gerenciamento de emoções em igreja no RJ O escritor brasileiro mais lido na atualidade esteve nesta segunda-feira (07) na sede da Igreja Batista Atitude, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, para ministrar a palestra Gerenciando suas Emoções. Augusto Cury participou do Encontro de Empreendedores e falou principalmente sobre a necessidade de identificarmos falhas em nós mesmos, aprendendo a contemplar o belo e se importando menos com coisas pequenas que ferem nosso emocional.

Foi um encontro cheio de sabedoria e aprendizado. O valor arrecadado no evento foi doado para a construção da creche Novos Sonhos. Um projeto que faz parte do Instituto Assistencial Atitude e que visa atender a 250 crianças de famílias carentes.

O escritor falou por cerca de duas horas para um público de mais de 2 mil pessoas. Sua mensagem nem de longe lembra que ele um dia já foi ateu.

Veja um trecho:

“Pense no homem chamado Jesus. A criança mais aplaudida e admirada de todos os tempos. O personagem que em prosas e versos é aplaudido pelo protestantismo, pelo catolicismo e inclusive pelo islamismo. Em quase todas as culturas ele está lá. Um personagem admirado também pelo budismo, pelo confucionismo.

Mas este homem, infelizmente, não foi estudado sobre os ângulos da ciência humana. Não foi estudado de maneira sistemática pela psicologia, pela sociologia, pela psicopedagogia e não foi estudado pelas religiões.

Houve uma falha sobre como Ele usou, como Ele trabalhou, as ferramentas de gestão da emoção, para ser autor de sua própria história e para levar os seus alunos um tanto quanto possível, também a dirigir o seu próprio script, a ter o "eu" como excelente advogado de defesa? Pense comigo, se você tiver um grande projeto, você escolheria um time de jovens que só lhe daria dor de cabeça? Para levar a diante este projeto? Sim, ou não? É, não, hoje existem equipes de psicólogos, sociólogos, assistentes sociais que fazem uma avaliação do perfil psicológico dos profissionais, para ver se eles têm habilidades para contribuir com as empresas.

Agora imagine, há dois mil anos, Jesus tinha um grande projeto, e ele escolheu Pedro cujo perfil psicológico era hiperativo, tenso, ansioso, irritadíssimo, intolerante, bateu levou. Você contrataria ele?

João era bipolar, Tomé era paranóico, Mateus quando escolhido achavam que ele era corrupto e o melhor dos alunos era o Judas Iscariote, o sereno, e não colocava o seu mestre em situações conflitante, mas infelizmente ele tinha o maior de todos os defeitos, ele não era transparente. E quem não é transparente leva para o seu túmulo os seus conflitos. Quem não tem coragem de mapear os seus fantasmas mentais será assombrado por eles a vida toda.”

Augusto Cury falou ainda sobre o advento do mundo digital e como os smartphones tão nocivos à humanidade quanto a dependência em álcool e outras drogas, como cocaína e heroína. O escritor lembrou que vivemos a era do entretenimento, mas que a necessidade por lazer e diversão nunca e saciada; as pessoas querem sempre mais.

Citando números alarmantes sobre suicídio, Augusto Cury falou sobre o trabalho que desenvolve para livrar pessoas de pensamentos suicidas. Ele está disponível gratuitamente no site www.voceeinsubstituivel.com.br.

Por fim, Augusto Cury exibiu um trecho do filme O Vendedor de Sonhos, de Jaime Monjardim, baseado em sua série de livros homônima que aborda temáticas referentes ao universo consciente do ser humano, entre perdas e conquistas, superação e evolução.

Ao final de sua palestra, Augusto Cury e sua esposa, Suleima Cabrera Farhate Cury, receberam as orações do pastor Josué Valandro Jr. e de todos os presentes. O escritor ainda foi surpreendido com um bolo e o cântico de parabéns, que lembraram o seu aniversário, celebrado no dia 02 de outubro.