Policias do RJ cercam Complexo do Chapadão após guerra entre traficantes As polícias do Rio de Janeiro fazem, desde as primeiras horas desta sexta-feira (4), um cerco ao Complexo do Chapadão, na Zona Norte do Rio, onde no fim da tarde desta quinta-feira (3) traficantes de facções rivais travaram intensos tiroteios.

Segundo a Polícia Militar, criminosos do Comando Vermelho, facção que domina o Chapadão, invadiram a Pedreira, dominada pelo Terceiro Comando Puro.

Moradores de Costa Barros viveram momentos de terror. O comércio fechou as portas. O tiroteio afetou linhas de trem e do metrô. Sete ônibus foram queimados.

Houve relatos de mortes, ainda não confirmadas pelas autoridades. A polícia trabalha com a hipótese de o tráfico ter sumido com os corpos e vai esperar o registro de desaparecidos. Um soldado do Exército que voltava para casa foi baleado nas costas. Ele está internado, mas não corre risco de morte.

A Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), grupo de elite da Polícia Civil, ocupou as localidades da Quitanda e da Lagartixa. Já o Batalhão de Operações Especiais (Bope) programou uma incursão na Pedreira. Demais batalhões de área ajudavam no perímetro.