Governador do Rio pedirá ajuda à ONU para combater tráfico de armas

Durante coletiva de imprensa do Rock In Rio, organizada neste domingo (29), o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), falou sobre a importância da segurança pública para o andamento de eventos grandiosos na cidade, criticou o uso da morte de Ágatha Felix como ‘palanque de político’ e anunciou que vai encaminhar ao conselho de segurança da ONU um pedido de ajuda no combate ao tráfico de armas.



“É contra traficantes de armas e traficantes de drogas que a gente tem que levantar nossa bandeira porque são esses aí que estão causando as mortes no Rio de Janeiro”, disse.



Pedido de ajuda a ONU



Wilson Witzel revelou que está disposto a atacar a raiz dos problemas do Rio de Janeiro e, por isso, está organizando um pedido de ajuda formal ao conselho de segurança da ONU.



“Nós vamos levar a realidade da segurança do Rio de Janeiro até a ONU”, disse.



O governador contou que já contatou Sérgio Moro para que o próprio ministro da segurança o acompanhe na missão, mas que a participação dele não é determinante para que o pedido seja feito.



 “Eu tentei através do Moro para que ele viesse comigo, estou aguardando, mas se não vier a gente vai sozinho”, completou.