Pastor diz que

O pastor de uma igreja na cidade de Gaithersburg, no estado de Maryland (EUA), foi preso nesta quarta-feira (25) após ser acusado de tentar estuprar uma menina que frenquentava o local. Ao ser questionado sobre o abuso, ele afirmou que foi levado a atacar a vítima por 'demônios internos'.



Segundo informações da rede de TV norte-americana NBC, o homem, identificado como Octavio Cantarero, de 42 anos, é pastor na igreja Pentecostal Principe da Paz e teria invadido o quarto da garota, enquanto ela dormia.



No depoimento, a vítima afirmou que acordou com Cantarero já em cima dela, mas que conseguiu escapar. Após a tentativa de estupro, ele teria tentado abafar o caso e silenciar a garota com alguns presentes, além de prometer que a colocaria em uma escola e até pagaria o aluguel de uma residência, caso ela quisesse se mudar.



Ainda de acordo com a publicação, a menina vivia em um dos quartos da igreja há 8 meses. No local, que era dividido com o próprio pastor, havia duas camas. 

Os primeiros meses de convivência foram tranquilos, até a data da tentativa de abuso, ocorrida em maio. 



"Durante o depoimento, ele admitiu que tentou realizar o ato, mas que foi levado a cometer o crime por demônios, que o provocaram e atiçaram", afirmou a nota divulgada pelo Departamento de Polícia de Gaithersburg.



Preso, Cantarero foi acusado de abuso sexual e tentativa de estupro contra menor. Ele deve ficar à disposição da Justiça até o julgamento, sem chance de pagamento de fiança.