Pastor comete suicídio após lamentar a morte de outro religioso

A igreja Nova Vida em Rio Grande (RS) tenta encontrar explicações para o sucídio do pastor Lisandro Canes. Uma postagem feita por ele em sua página no Facebook, no dia 11 de setembro, pode conter sinais do que motivou o pastor a tirar a própria vida na segunda-feira (23).



O texto escrito pelo seu amigo Pr. Jackson Jacques, e compartilhado por Lisandro, era um comentário sobre o suicídio do pastor americano Jarrid Wilson e falava sobre “esgotamento e cansaço” da função pastoral.



"Eu admito que nunca em toda a minha vida eu fiz algo tão esgotante e cansativo como pastorear.



Nenhum trabalho ou responsabilidade consumiu mais as minhas energias e minha saúde do que liderar uma Igreja. Como pastor posso dizer que a igreja precisa urgentemente se preocupar com o descanso e a saúde dos seus pastores. Querido cristão, não abra mão de um tratamento digno com os seus pastores.



Somos iguaizinhos a vocês. Se enfiarem uma faca em nós, sangraremos. Se nos machucarem, sentiremos dor. Antes de pensar no pastor como um super homem, lembre-se que existe um ser humano à imagem de Deus atrás do púlpito. Um ser humano igualzinho a você. Que Jesus levante uma igreja onde cuidar dos pastores não é opção, mas sim fundamental."



Momentos antes de se matar, ele chegou a compartilhar o Salmos 23.3, “Renova minhas forças e me guia pelos caminhos da justiça; assim, ele honra o seu nome.”



Lisandro era casado e, além de pastor, era também professor. Sua morte foi comunicada e lamentada pela escola em mensagem em uma rede social: 

“Senhores pais, estudantes, professores, funcionários e comunidade, é com imensa tristeza que comunicamos o falecimento do professor Lisandro Canes [...] Esse momento é de profunda tristeza, estamos de luto”, escreveu a direção da Escola São Luiz Gonzaga.



A igreja também postou uma mensagem em sua página no Facebook: 

“É com grande pesar que comunicamos que na noite de ontem o nosso amado pastor e amigo Lisandro Canes nos deixou para estar nos braços do Senhor.”



Depois da notícia do suicídio do amigo, o Pr. Jackson Jacques escreveu uma mensagem, com o título “Quando tombam os valentes”:

“Acabo de receber uma notícia devastadora. Um pastor e amigo meu, aqui do Rio Grande do Sul, tirou a própria vida no dia de ontem. Preguei em sua Igreja, conversava com ele. Conheci os homens da sua igreja, vi o comprometimento deles e o amor entre esses irmãos. Escrevo essas linhas em lágrimas e com o coração muito abalado, pois apesar dos frequentes casos de suicídio de pastores, esse é o primeiro que é de gente de perto e amada por mim. Um valente tombou aqui no Rio Grande do Sul.”