Missionário americano morto à flecha será homenageado no

Uma proeminente organização de defesa dos cristãos perseguidos honrará o legado e o sacrifício do missionário americano John Chau, que perdeu a vida enquanto levava o Evangelho a uma ilha remota no Oceano Índico, em 2018. 

Na quarta-feira (29), a Voz dos Mártires, uma organização missionária interdenominacional sem fins lucrativos que serve cristãos perseguidos em todo o mundo, adicionará o nome de Chau ao Memorial dos Mártires de granito de 18 metros de comprimento na sede do ministério em Bartlesville, Oklahoma, nos EUA.

Chau tinha 26 anos quando foi morto em 17 de novembro de 2018, durante uma missão na Ilha Sentinela do Norte, nas Ilhas Andaman, localizada na Baía de Bengala.

Chau, formado pela Oral Roberts University em Oklahoma, foi morto por uma tribo indígena que vive isolada do resto do mundo. 

29 de junho marca o Dia do Mártir Cristão e o aniversário da decapitação do Apóstolo Paulo em Roma. Ao longo da história da Igreja, os cristãos em todo o mundo relembram os inúmeros crentes que deram suas vidas por Cristo.

Com a ajuda de um barco de pesca, Chau fez contato pela primeira vez com o povo Sentinelese - considerado por muitos como a "tribo mais isolada do planeta" - em 15 de novembro de 2018, segundo a Voz dos Mártires. 

Mais tarde naquele dia, um menino sentinela disparou uma flecha contra Chau que se alojou na Bíblia que ele estava segurando.

Em seu diário naquela noite, Chau escreveu : "Deus, eu não quero morrer... QUEM VAI TOMAR O MEU LUGAR SE EU MORRER?, e especialmente perdoá-los se tiverem sucesso."

Na manhã de 17 de novembro, os pescadores que deixaram Chau na ilha viram membros da tribo enterrando seu corpo na praia.

As autoridades indianas chamaram os esforços de Chau para evangelizar a tribo Sentinelese não alcançada de uma "aventura equivocada" em uma área altamente restrita. Sua morte, que recebeu atenção da mídia internacional, inspirou muito escrutínio de organizações missionárias que tentavam alcançar tribos não alcançadas e isoladas.