Idosos são mortos a facadas por namorado do filho na zona sul do Rio Geraldo Coelho, 73 anos, e Osélia Coelho, 72 anos, foram encontrados mortos no apartamento do filho, na Rua Pio Corrêa, no Jardim Botânico, zona sul do Rio de Janeiro. Os bombeiros do Quartel do Humaitá receberam o pedido de socorro logo depois da meia noite deste sábado (25). No imóvel, eles encontraram os idosos já mortos e um homem inconsciente, apontado pela polícia como suspeito do crime.

Segundos investigações iniciais, os idosos teriam sido mortos a facadas pelo oficial da Marinha Cristiano Lacerda, de 40 anos, que foi levado inconsciente para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, onde permanecia sob custódia policial. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o estado de saúde dele é estável.

A Polícia Militar informou que Cristiano estava inconsciente quando os policiais chegaram no apartamento. Os corpos de Geraldo e Oséllia estavam em cima de um sofá cama, na sala do imóvel. Cristiano estava dentro de uma cama box aberta e ao lado dele foi encontrada uma faca ensanguentada e uma garrafa de bebida alcoólica.

Ainda segundo a PM, no local havia diversas caixas e blisters de medicamentos, seringas e receitas de remédios controlados em nome de Cristiano.

Segundo investigadores da Divisão de Homicídios, que apura o caso, Cristiano estava em processo de separação do namorado, Felipe Coelho, mas ainda morava no mesmo apartamento. Felipe teria ido sozinho a uma festa e deixado os pais no apartamento junto com Cristiano que, supostamente motivado por ciúmes, atacou os idosos.

Geraldo e Osélia moravam em Fortaleza, mas chegaram ao Rio no dia 17 de junho para visitar o filho e retornariam à capital cearense na próxima terça-feira (28).