Líder da Bancada Evangélica parabeniza Bolsonaro por seguir recomendações no caso Milton Ribeiro O líder da bancada evangélica na Câmara dos Deputados, Sóstenes Cavalcante, parabenizou Jair Bolsonaro por ter afastado o ministro da Educação Milton Ribeiro, preso nesta quarta-feira (22) pela Polícia Federal. Nas redes sociais, Sóstenes declarou que havia recomendado o afastamento ao presidente para que Ribeiro pudesse ser investigado e punido.

“Sobre a prisão do ex-ministro Milton Ribeiro, desde a minha primeira entrevista e declarações sobre esse triste episódio eu disse: afasta-se, investiguem e se for culpado que seja exemplarmente punido ao rigor da lei. Parabéns ao governo do presidente Jair Bolsonaro que agiu assim”, tuitou o parlamentar.

Para Sóstenes, Milton Ribeiro, que também é pastor presbiteriano, cometeu um pecado.

“Não vou condenar porque não tive acesso ao inquérito, mas se a Polícia Federal prendeu é porque existem indícios fortes de alguma prática ilegal. Eu esperava que nada fosse verdade, mas, mesmo cristãos, seres humanos são passíveis de práticas ilícitas e têm que pagar, é o que está na Bíblia”, disse ao jornal Metrópoles.

Após a prisão, Bolsonaro, que chegou a acreditar na inocência do ex-ministro, mudou de postura. O presidente agora diz que afastou Ribeiro “na hora que tinha que afastar” e que se a PF o prendeu é porque “teve um motivo”.