Dia dos Namorados: 5 dicas para comprar o presente pela internet O Dia dos Namorados está chegando, e é considerado a terceira data mais atrativa para o varejo - atrás apenas do Dia das Mães e do Natal, que são os "campeões de vendas". Afinal, quem vai arriscar deixar seu namorado ou namorada sem ganhar um mimo, na data mais romântica do ano?

Criado no Brasil em 1948, pelo publicitário João Dória, o Dia dos Namorados tinha inicialmente o propósito de aumentar as vendas no mês de Junho, considerado uma época fraca. No entanto, fez tanto sucesso que logo tornou-se uma data que hoje já é impossível de se "passar em branco". E segundo pesquisa recente da plataforma MindMiners, encomendada pelo Grupo Globo, 72% dos entrevistados planejam comemorar a data neste ano. Além disso, as vendas do e-commerce cresceram 3,2% em relação ao mesmo período de 2020, segundo a mesma pesquisa.

"O Dia dos Namorados, em 12 de junho, é muito importante para um grande número de consumidores brasileiros, e, com isso, as lojas físicas tendem a ficar muito cheias por conta da alta procura. A melhor solução para evitar as filas ou preços abusivos é buscar os produtos desejados pela internet", avalia o diretor-executivo da Petina Soluções em Negócios Digitais, Rodrigo Garcia.

Pensando nisso, Garcia listou 5 dicas para encontrar o presente ideal para a data na internet, sem ter "dor de cabeça":

Confira a avaliação do produto
Evite comprar por impulso. Verifique com cuidado as características, detalhes e condições do item antes de finalizar a transação. Para isso, é importante observar bem as fotos e avaliações para conhecer o produto que está pensando em adquirir.

"Cheque as avaliações do item para certificar que está comprando um produto de qualidade, e que realmente condiz com a descrição que o site tem sobre a compra. O consumidor também precisa ter certeza que é de fato aquilo que procura, antes de efetuar a compra, pois se precisar cancelar terá mais trabalho", alerta o especialista.

Certifique-se do prazo de entrega
Quando compramos online, é fundamental também ficar atento ao prazo de entrega, para que a encomenda chegue a tempo. "O comprador deve checar se o prazo estimado lhe atende, ou se chegará muito próximo após a data comemorativa. Essa é outra dica fundamental para evitar frustrações na experiência de compra", alerta.

Para contornar esse tipo de dificuldade, Garcia recomenda se planejar e fazer as compras com certa antecedência. "Se possível, não compre o produto de última hora, pois nessa época do ano as empresas têm uma alta demanda de pedidos e pode levar alguns dias para que o item chegue ao seu destino final", explica ele.

Informe-se sobre a política de trocas
Por mais que o consumidor escolha, presentes nem sempre dão certo, ou agradam quem foi presenteado. "Se for uma roupa, por exemplo, pode não servir ou vir com algum defeito de fabricação. Por isso, o comprador deve sempre guardar o cupom fiscal e verificar o número de dias para a troca do produto, caso seja necessário.

"Outro aspecto que é importante checar é o procedimento a ser seguido para a troca, se é algo muito burocrático, e se o cliente precisa arcar com algum custo de envio pelos Correios e frete", ressalta Garcia.

Planejar é a melhor forma de evitar estresse
Segundo a pesquisa MindMiners, 59% dos entrevistados declararam que costumam comprar presentes com antecedência, planejando-se para as datas comemorativas.

"Essa é a melhor coisa a se fazer, pois quando o consumidor compra com antecedência ele costuma ter tempo hábil para procurar os preços mais competitivos, e verificar se o item com o qual pretende presentear está em estoque. Dessa forma, otimiza seu tempo e aumenta as chances de comprar com sucesso".

Fuja de possíveis golpes
Como última dica, o executivo da Petina orienta que os compradores fiquem sempre atentos a sites duvidosos ou preços muito abaixo da média. Isso porque, na internet, infelizmente não é incomum que, nessas épocas de alta procura, haja sites que tentam aplicar golpes nos consumidores.

"É recomendável procurar comprar sempre via marketplaces e com vendedores verificados, ou por indicações de pessoas que já usaram o fornecedor, para que a compra para o Dia dos Namorados não vire um 'pesadelo'", finaliza Garcia.