Bolsonaristas ironizam invasão do MTST a shopping de luxo Após integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) invadirem o Shopping Iguatemi, na zona oeste de São Paulo, para protestar contra a fome no Brasil, apoiadores do presidente Jair Bolsonaro lamentaram o ato e até ironizaram uma possível contradição.

O publicitário e influenciador digital Luiz Galeazzo deu uma sugestão aos invasores

"Dica para o MTST, que invadiu o shopping Iguatemi hoje para protestar contra a ostentação: Este mês, Lula vai dar um jantar em São Paulo para empresários, com convites custando R$ 20 mil. Vai ter muita ostentação. Que tal invadir lá?", tuitou.

A deputada federal Carla Zambelli se preocupou com os momentos de pânico vividos pelos clientes do shopping.

"É isso que você quer para o Brasil? Grupo de baderneiros, ligado ao autodenominado "Movimento dos Trabalhadores Sem Teto". Invadiram e causaram pânico no Shopping Iguatemi, em São Paulo. O discurso é sempre o mesmo, mas a verdade é que ninguém ali quer trabalhar", tuitou a parlamentar referindo-se à hora da invasão, por volta do meio-dia, horário em que boa parte dos brasileiros estão trabalhando ou estudando.

A invasão aconteceu no dia em que a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) divulgou um levantamento que aponta que o consumo das famílias brasileiras teve alta de 7,37% em abril na comparação com o mesmo mês de 2021.