Rio de Janeiro aplica mais de 200 mil doses no dia D de Vacinação

Com a liberação da vacinação contra a gripe para todas as idades a partir dos 6 meses e o Dia D da campanha, a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS) aplicou no sábado (4) mais de 200 mil doses de vacinas nos postos da cidade.

Foram ao todo usadas 139.369 doses da vacina contra a gripe e 65.098 doses contra a covid-19, incluindo a segunda dose de reforço para quem tem idade a partir de 50 anos, faixa autorizada a receber a imunização na cidade desde sexta-feira (3). Também receberam a vacina contra o sarampo 5.474 crianças de seis meses a 4 anos.

Segundo a SMS, todo os imunizantes continuam disponíveis nas mais de 230 unidades de Atenção Primária da cidade. A vacina da gripe será ofertada para toda a população até quando durar o estoque, informa a pasta.

O Ministério da Saúde prorrogou Campanha Nacional de Vacinação contra Gripe e Sarampo para os grupos prioritários até o dia 24 de junho, com o objetivo de aumentar as coberturas vacinais para as duas doenças.

Vacinação nesta segunda-feira (6):

Atenção aos locais e horários da vacinação contra covid-19 nesta segunda-feira, 6 de junho, no município do Rio de Janeiro.

Orientações:

-Pessoas com 50 anos ou mais que tomaram a primeira dose de reforço há pelo menos quatro meses devem tomar uma segunda dose de reforço.

-Todas as pessoas com 5 anos ou mais podem receber a primeira dose.

-As unidades seguem aplicando a segunda dose da vacina, considerando o intervalo a partir da data da primeira aplicação.

-Agora, todas as pessoas com 12 anos ou mais, que tomaram a segunda dose há pelo menos quatro meses, podem se vacinar com a dose de reforço.

Observações:

-É possível antecipar a primeira dose de reforço até o intervalo mínimo de três meses em casos de viagem, problemas de saúde e outras questões pessoais.

-O intervalo mínimo da segunda dose da Pfizer pediátrica é de 21 dias.

-Pessoas com imunossupressão grave com 12 anos ou mais devem tomar uma terceira dose (dose adicional) 8 semanas após a segunda dose, sendo o intervalo mínimo de quatro semanas. É necessário apresentar comprovação.

-Pessoas com 18 anos ou mais que tenham imunossupressão e receberam três doses no esquema primário (duas doses e uma adicional) devem tomar uma nova dose com intervalo de quatro meses da dose adicional.

-Devem procurar os postos para testagem pessoas com sintomas como febre, calafrio, tosse, coriza, dor de garganta, dor de cabeça e alterações no olfato e/ou paladar.

Saiba mais:

-Encontre a unidade mais próxima: prefeitura.rio/ondeseratendido

-Para mais informações, acesse: coronavirus.rio/vacina





*Foto: Reprodução / Instagram Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro