Históricas celebrações marcam Jubileu de Platina da Rainha Elizabeth A celebração real de quatro dias que vem sendo comentada há meses começou oficialmente com muita pompa na manhã de quinta-feira (02), quando a rainha Elizabeth II se tornou a primeira monarca britânica a ser homenageada com um Jubileu de Platina.

Mas há motivos para quatro dias de comemorações? A gente conta pra você.

O que é o Jubileu?
Embora qualquer celebração de aniversário possa ser rotulada como um jubileu, a Grã-Bretanha iniciou a tradição formal de  celebrar o tempo de um monarca no trono  marcando o Jubileu de Ouro do rei George III em 1809, quando ele se aproximava do 50º ano de seu reinado.

O que há de tão especial sobre este?
O Jubileu de Platina reconhece um marco tremendo tanto para Elizabeth quanto para a Grã-Bretanha. Este ano é seu 70º ano no trono. Esse é o reinado mais longo para qualquer monarca britânico. O mais próximo  que qualquer outro já se aproximou  foi a rainha Vitória, que, aos 81 anos, serviu como monarca por quase 64 anos quando morreu em 1901.

Quando é?
O Jubileu de Platina começou quinta-feira, 2 de junho, e se estende até domingo, 5 de junho. Mas, dada a natureza rara desse marco, várias celebrações em torno do tema do Jubileu de Platina ocorreram ao longo de 2022. 

Como começou o evento de quinta-feira?
O dia de abertura começou com o desfile de aniversário da monarca, mais conhecido como  Trooping the Colour .
Embora a rainha tenha completado 96 anos em abril, esta é a verdadeira festa de aniversário, com mais de 1.400 soldados desfilando, 200 cavalos e 400 músicos reunidos para participar da procissão.

Mas, como os observadores reais viram na quinta-feira, o desfile em si também estava cheio de rostos familiares.
Membros da família real lotaram a rota do desfile, alguns a cavalo, como o filho da rainha, o príncipe Charles e sua filha, a princesa Anne, enquanto outros andavam em carruagens puxadas por cavalos.

A rainha geralmente desempenha um grande papel nos desfiles do Jubileu, andando em uma carruagem real antes de terminar a procissão na varanda do Palácio de Buckingham. Mas não foi assim desta vez.

Quebrando a tradição, Elizabeth foi direto para a sacada durante o desfile, marcando sua primeira aparição pública desde que compareceu ao Chelsea Flower Show, em Londres, em 23 de maio.

Na verdade, ela fez duas aparições na varanda este ano. A primeira foi quando ela recebeu uma saudação real enquanto as tropas marchavam pelo palácio, e a segunda, quando ela e outros membros da família real se reuniram para assistir ao tradicional sobrevoo da Força Aérea Real.
O príncipe Louis, em particular, ganhou as manchetes por suas reações ao desfile. A realeza de quatro anos exibiu uma série de expressões de pompa e circunstância – incluindo bater palmas sobre os ouvidos.

Após as festividades do dia, a noite tem momentos mais especiais, pois mais de 1.500 faróis serão acesos em todo o Reino Unido, Ilhas do Canal, Ilha de Man e capitais das nações da Commonwealth.

O que mais o Jubileu reserva? 

Trooping the Colour é apenas o começo.

No segundo dia, um serviço de ação de graças pelo reinado da rainha será realizado na Catedral de São Paulo. E no terceiro dia, haverá um Horse Derby em Epsom Downs pela manhã.

E na noite do terceiro dia, um concerto repleto de estrelas acontecerá no Palácio de Buckingham com Elton John, Queen + Adam Lambert, Diana Ross e outros ícones musicais e celebridades.

Finalmente, no último dia, acontece o Grande Almoço, onde o povo do Reino Unido e as nações da Commonwealth fazem suas próprias festas ao meio-dia para celebrar a rainha.

Está tudo pronto para terminar com um Platinum Pageant realizado no Palácio de Buckingham.

Rainha não participará das atividades de sexta-feira

Após duas aparições na varanda do Trooping the Color na quinta-feira, o Palácio de Buckingham confirmou que a rainha não compareceria ao culto de Ação de Graças na sexta-feira.

Em um comunicado, um porta-voz disse: "A rainha gostou muito do desfile de aniversário e do Flypast de hoje, mas experimentou algum desconforto.

“Levando em conta a jornada e a atividade necessária para participar do Serviço Nacional de Ação de Graças de amanhã na Catedral de São Paulo, Sua Majestade com grande relutância concluiu que ela não comparecerá”.

O filho da rainha, o príncipe Andrew, também perderá a cerimônia, pois testou positivo para covid-19.


Foto: Reprodução / Instagram Família Real