Pastor supera perseguição e Covid-19 para plantar igrejas na Índia "Certifique-se de que você continue a ser um amante do mundo, pois 'Deus amou tanto o mundo que deu seu único filho'", advertiu o pastor aos recém-ordenados ministros americanos de olhos brilhantes prestes a embarcar em seu próprio trabalho de ministério doméstico. Suas palavras trouxeram à mente um plantador de igrejas na Índia, pastor Vinod, cujo trabalho de ministério incorpora profundamente João 3:16.

Pastor Vinod vem de uma rigorosa família hindu que era altamente dedicada à adoração de ídolos e outras práticas relacionadas. Embora seus pais estivessem ocupados com seis filhos, Vinod sentiu um profundo amor de seu pai. Enquanto Vinod ainda estava na escola, seu pai morreu, deixando-o completamente despedaçado. "Desenvolvi tanta negatividade em relação à vida e tive muitas perguntas. Continuei conhecendo a vida com tantos maus hábitos, percebendo que não tinha paz e que não havia ninguém para me amar."

Ele cresceu e a vida continuou. Mas em 1977, Vinod encontrou cristãos e ouviu seus estudos bíblicos. "Os ensinamentos de Jesus eram muito atraentes; Me deram um Novo Testamento. A curiosidade cresceu quando li João 3:16, e mais tarde fui levado em oração por um amigo cristão. Senti novidade no meu coração, e minha dor lentamente começou a partir.”

Viver como cristão na Índia nunca foi fácil, mas as coisas se tornaram extremamente desafiadoras em certos estados nos últimos anos. Vinod vive no estado de Uttar Pradesh, onde os cristãos são os mais perseguidos. O ministro-chefe é um nacionalista hindu de extrema direita, e sob sua liderança ele popularizou uma marca de legislação anti-cristã conhecida como leis anti-conversão. Qualquer cristão praticando sua fé abertamente corre o risco de ser acusado sob esta lei, que visa impedir que os hindus se convertam ao cristianismo.

Pastores que fazem evangelismo estão particularmente em risco, mas isso não detém o Pastor Vinod. "Enfrento a oposição dos nacionalistas hindus radicais; a frequência aumentou após a nova lei anti-conversão promulgada no estado há dois anos." Vinod vem compartilhando o evangelho desde o ano 2000, mas foi essa lei que o inspirou a fazer uma divulgação mais focada. A organização International Christian Concern forneceu-lhe uma bicicleta e Bíblias para que ele pudesse alcançar mais pessoas. Ele, consequentemente, estabeleceu 10 células nos últimos dois anos, mesmo sendo infectado pelo coronavírus em cinco ocasiões. "Sou grato por Deus ter me protegido no meio de tanto medo do vírus e da doença."

O ministério pastoral de Vinod incorpora um amor pelo mundo como descrito em João 3:16. Seu trabalho de ministério na linha de frente serve como um lembrete de que mesmo quando o mundo faz tudo para desencorajar o amor a Cristo, Jesus ainda nos chama a amar o mundo.


*International Christian Concern